top of page

A cliente do Bazar Gabi que virou voluntária

Atualizado: 26 de jun.

Fernanda é mãe de três filhos, dois biológicos e um adotivo. Sempre gostou de frequentar o Bazar Gabi. Quando mudava lugar, ela logo encontrava. "Eu ia toda a semana para o bazar, sempre gostei das novidades e das pessoas que me atendiam. Comprava pouco, mas sempre voltava.


Há dois meses a Fernanda recebeu um para vestir uma camisa diferente: da inclusão. "A Carol me convidou para ajudar a organizar o Bazar da Palacete. Eu sempre queria ajudar, mas não sabia como, até que chegou a hora e estou muito feliz".


Carol e Fernanda


Aos poucos Fernanda foi se integrando com os demais voluntários, recebeu as orientações e assinou o termo. Ela conta que observava as crianças, adolescentes e jovens com deficiência chegando no Gabi. "Eu ouvia o barulho deles, as músicas, as risadas. Tem um deles que é alto (Lucão) e via ele por cima do muro. Isso me animava muito pra ajudar".


A voluntária recém-chegada no Bazar foi compreendendo que o trabalho que ela fazia beneficiava muitas pessoas. "A Carol me explicava que o dinheiro arrecadado era usado para pagar os profissionais. Isso me animava ainda mais. Se soubesse antes, poderia ter ajudado mais".


A história da Fernanda se assemelha à dezenas de voluntários que movimentam o Instituto Gabi, seja no modo físico ou corporativo. Muitos deles auxiliam nos dois Bazares do Gabi e no atendimento. A Nota Fiscal Paulista é outra frente muito importante que impacta no resultado final para manter o projeto. Os eventos, de modo especial o bingo, reúne um time muito engajado.


Voluntário é para quem não tem tempo. Estranho? As pessoas ocupadas sempre encontram algumas horas para ajudar quem precisa. Vista camisa da inclusão. Faça parte deste time de voluntários que há 23 anos movimentam o Gabi.


Saiba como: www.institutogabi.org.br Fone (11) 5031 1765

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page